2043 20/1/2015

Uma parceria com:

Está na hora de você aprender Photoshop!

Deixe seu nome e e-mail que te informamos logo logo quando ele estiver pronto
Valorizamos sua privacidade. Seu e-mail não será compartilhado com terceiros!

Baldur's Gate - Enhanced Edition

Todo viajante passa por Baldur's Gate

Antes de iniciar essa análise, devo pedir desculpas à um grande amigo meu que gostaria muito de a estar fazendo, seja como co-autor, seja como - e ele mesmo desejava isso - o próprio autor. Afinal, eu e ele crescemos jogando juntos Baldur's Gate, sem nem mesmo saber falar o idioma inglês. Jogávamos pela nossa paixão pelo RPG (Rolling Play Game). Devo me desculpar pois não fui paciente para esperá-lo nessa análise.

Apresentação

Agora indo direto ao ponto: Baldur's Gate é um dos grandes clássicos de RPG para computadores. E para se tornar um clássico, para ser reconhecido como um dos melhores de sua geração, a ponto de trazerem uma nova edição, ele teve que se passar bem em relação ao seu enredo e a construção de seus personagens. Vai ainda mais além, quando pensamos também nas outras características de um bom jogo: gráficos, jogabilidades, etc... Baldur's Gate é um jogo indispensável para qualquer um que seja fã de jogos estilo D&D (Dungeons & Dragons). Já ai aponto minha nostalgia e alegria de poder jogá-lo novamente e também fazer uma análise crítica a seu respeito.

O que interessa em Baldur's Gate é seu enredo e seus personagens, e posso dizer com muita alegria que o jogo supera expectativas. Agora que pude jogá-lo integralmente, realizando todas as missões possíveis de serem feitas, percebi o quanto o enredo é bem construído, e como se pode ir se aprofundando, horas à fio, no mundo de Faêrun proposto pelo jogo. Não darei spoillers, pois não é o objetivo de uma análise. Apenas direi um pouco de como o enredo começa. O passado de seu personagem é desconhecido, ninguém sabe de onde você veio, quem são seus pais, qual a sua linhagem. Você foi criado por um mago chamado Gorion, na famosa biblioteca de Candlekeep. Gorion nunca lhe disse nada sobre seu passado, e nos últimos dias, ele parecia inquieto e preocupado. Certo dia, Gorion lhe dá uma quantia razoável de dinheiro para que você compre equipamentos para uma viagem. Ele não te dá detalhes de para onde vão e o motivo da partida, só pede para que siga suas ordens. Daí em diante, o jogador viverá uma das aventuras mais emocionantes dos jogos de RPG, com aventuras épicas e personagens históricos. A nova edição do jogo traz alguns upgrades no jogo, retira muitos bugs e glitchs da sua versão antiga (apesar de muitos outros terem seus lugares). Há a imensa vantagem de updates do jogo que sempre o melhoram. No mais, a Enhanced Edition traz alguns novos personagens, com novas aventuras e localidades. A principal aventura disponível é a chamada Black Pits, uma boa aventura que não darei spoillers aqui

Jogabilidade

Talvez seja nesse ponto, e unicamente nesse ponto, que Baldur's Gate falha, e não posso dizer que é inteiramente culpa do jogo. Baldur's Gate segue as regras do antigo AD&D (Advanced Dungeons & Dragons), o sistema de RPG que lhe era contemporâneo, mas que, avaliando hoje, é um sistema antiquado e complexo. Jogadores de RPG que querem jogar Baldur's Gate, mas que não vivenciaram a fase de AD&D, provavelmente terão dificuldades em compreender a dinâmica do jogo. Quem nunca jogou nenhum tipo de RPG provavelmente terá inúmeras dificuldades em relação ao jogo. A nova edição de Baldur's Gate não trouxe nenhuma inovação em relação a isso, apenas um tutorial que ensina um pouco das regras.

Trata-se de um jogo muito mais de estratégia do que de ação, e sendo assim, é possível pausar o jogo em momentos de batalha para decidir a respeito das ações que cada um dos personagens tomará. Depois dessas decisões, basta observar a batalha e esperar o próximo momento de pause para decidir as novas ações. Aqueles que esperam então um RPG extremamente dinâmico e rápido não devem procurar em Baldur's Gate. Não se trata de um estilo Hack & Slash aqui. É um jogo que demanda paciência, ponderação e prudência para ser jogado. E também não posso deixar de dizer que é um jogo complicado, em que as principais batalhas demandarão muita perspicácia e habilidade.

O jogador que se interessa por esse estilo se sentirá realmente dentro de um RPG antiquado, em que muitas regras não fazem muito sentido, são contraditórios ou são uma exceção, e quando falamos de AD&D, a maioria das regras são, na verdade, exceções.

Gráficos e Som

Baldur's Gate não é um jogo contemporâneo. Surgiu no final dos anos 90, então teremos de ser um pouco pacientes em relação à estrutura gráfica do jogo, pois ele se adapta bem à sua época, e nem com a sua nova edição os gráficos foram tão melhorados. Mas impressiona, ainda assim, que por mais que os gráficos sejam antigos e não correspondam ao que se espera atualmente, eles também não são grande incomodo. Na verdade, não incomodam nem um pouco. Percebe-se a simplicidade, mas talvez, essa simplicidade gráfica seja até um bônus para o jogo. Sua nova edição traz algumas facilidades, mas poucas: é trazido para o jogo as classes novas que viriam a aparecer apenas em Baldur's Gate 2: Shadows of Amn, assim como outras questões em relação a jogabilidade. Com a nova edição de Baldur's Gate, temos a impressão de o estar jogando com melhorias feitas apenas no segundo jogo. Outros adicionais do jogo são os novos personagens e as novas localidades, que vem junto com algumas horas de aventuras extras.

A trilha sonora de Baldur's Gate continua eletrizante e bem contextualizada. Você se sente realmente num contexto de Idade Média: entra em tavernas e escuta "Woman! Where is my ale!?", enfrenta os desafios de cavernas, masmorras, com músicas de batalhas bem características. Baldur's Gate no entanto não se foca muito em sons característicos do ambiente. Não se deram muito o trabalho de melhorá-los, nem com a nova edição. Não se tratava do foco dos produtores. Um detalhe que pode irritar alguns jogadores (mas que a mim, me divertiu ao ponto de dar risadas) é que alguns monstros ou inimigos no geral explodem quanto recebem uma quantidade grande de dano. Isso foge do contexto, e pode vir a divertir ou a irritar. Isso depende da fantasia de cada um.

Veredito

Baldur's Gate é realmente um clássico dos jogos de computadores. Inovador para seu tempo, e com uma história marcante e personagens memoráveis. A nova edição de Baldur's Gate infelizmente não trouxe muitas inovações. Então, para o contexto atual, Baldur's Gate não supera expectativas como superou nos anos 90. Ele se mantém como um bom jogo, mas que em sua dinâmica permanece confuso e difícil de compreender. É como já foi dito: jogadores de RPG estilo D&D que não vivenciaram o AD&D acharão o jogo complexo e contraditório. Quem nunca jogou RPG terá dificuldades muito maiores, e terá que exercitar a paciência ou ignorar muita de suas regras (o que pode prejudicar muito o jogo).

Uma parceria com:

Está na hora de você aprender Photoshop!

Deixe seu nome e e-mail que te informamos logo logo quando ele estiver pronto
Valorizamos sua privacidade. Seu e-mail não será compartilhado com terceiros!

8.0

Baldur's Gate é realmente um clássico dos jogos de computadores. Inovador para seu tempo, e com uma história marcante e personagens memoráveis. A nova edição de Baldur's Gate infelizmente não trouxe muitas inovações. Então, para o contexto atual, Baldur's Gate não supera expectativas como superou nos anos 90.

Informações do Jogo